sábado, 4 de junho de 2016

CLIMA: DMAE instala sonda de medição e estação meteorológica em Poços de Caldas

DMAE instala sonda de medição e estação meteorológica em Poços de Caldas

Equipamentos estão instalados na represa Saturnino de Brito 

O DMAE acaba de instalar uma sonda de medição de parâmetros de qualidade da água na Represa Saturnino de Brito. Esta sonda está instalada no mesmo local onde também já funciona, acoplada ao sistema, a estação meteorológica, que fornece o índice pluviométrico histórico com indicadores de chuva anuais, permitindo que os técnicos do DMAE consigam fazer projeções de possíveis volumes de chuva na bacia da ETA I.

A empresa responsável pela instalação da sonda é a Watt Tecnologia, vencedora de licitação pública. A empresa tem sede em Jundiaí , interior paulista e o equipamento é de origem norte americana. O investimento total é de R$ 98 mil , custeados pelo DMAE. A estação meteorológica está instalada desde março deste ano e é peça fundamental para o controle do volume de água no lago da represa.

Os servidores do DMAE passaram por capacitação para operar os equipamentos. As explicações foram realizadas em campo e também na sala de controle da ETA I, pelo instrutor técnico Jeferson Prado e os sistemas já estão em funcionamento.

A sonda permite análise de sete parâmetros: Temperatura, Condutividade, PH (Potencial de Hidrogênio), ORP (Oxidation Reduction Potencial) que determina o nível da capacidade de oxidação, Turbidez, Oxigênio Dissolvido e Cianobactéria ou Clorofila (algas azuis) da água bruta, da água antes de chegar à estação de tratamento. “O mais importante é ter conhecimento da qualidade da água, caso tenha algum índice de contaminação antes de ser captada para tratamento e tomar as medidas cabíveis de acordo com o parâmetro obtido pelo equipamento” comentou o gerente administrativo do DMAE, Maurício Kato.

A sonda está instalada na Represa Saturnino de Brito, que abastece a ETA I, responsável pela distribuição de água para zona leste e parte da área central da cidade. Os sinais são transmitidos em tempo real para a Estação do DMAE. A configuração do equipamento possibilita o monitoramento ao longo do tempo e em profundidades, armazena dados internamente e envia para transmissão via telemetria.

Está conectada a uma plataforma de coleta de transmissão de dados, de modo a permitir a tomada de decisão rápida. “As sondas são instrumentos aplicados em situações específicas, como o monitoramento de longo período e têm por objetivo identificar alterações cíclicas (diurnas ou sazonais) de parâmetros de qualidade, associadas a processos que ocorrem no próprio corpo d´água (florações de algas tóxicas). Neste caso, as sondas fazem parte de redes de monitoramento de tendência, ou ainda, o monitoramento de longo período, que possibilita identificar alterações instantâneas de duração restrita, relacionadas a acidentes ambientais, ou lançamentos clandestinos, que envolvem contaminação dos corpos d` água e fazendo parte de redes de monitoramento de alerta”, completa o engenheiro Márcio Roberto de Oliveira, coordenador de ETAS e mananciais do DMAE.

Fonte/foto: PMPC
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...