quinta-feira, 9 de julho de 2015

TURISMO: Prefeitura de Poços de Caldas trabalha para reativação do trem turístico

Prefeitura de Poços de Caldas trabalha para reativação do trem turístico

Desde o início da administração 2013-2015, o prefeito Eloísio do Carmo Lourenço vem trabalhando no sentido de reativar o trem turístico em Poços de Caldas. O município já contratou estudo de viabilidade técnica e, após diversas reuniões com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT), conseguiu também a autorização para a aquisição de trilhos.

“Estivemos reunidos por diversas vezes com o coordenador geral de Patrimônio Ferroviário do DNIT, José Luiz de Oliveira, para efetivar a reativação do trem com finalidades turísticas no município. O resultado dessas reuniões foi a doação dos trilhos ao município pelo DNIT. Agora, estamos trabalhando também para a doação dos dormentes”, explica o prefeito Eloísio do Carmo Lourenço.

No entanto, ele afirma que o município precisaria de recursos da ordem de R$ 5 milhões para efetivar o projeto e que não há nenhuma linha de financiamento dos governos federal e estadual que atenda a esse propósito. “Para se ter uma idéia, apenas para retirada e transporte dos trilhos, o município precisaria investir R$ 1,8 milhão. Para executar o projeto, seriam necessários R$ 5 milhões apenas com recursos próprios, já que não há linhas de crédito abertas para suportar este investimento. Nesse momento, o município não dispõe desses recursos, mas seguimos buscando recursos para a execução do projeto”, informa.

As iniciativas já desenvolvidas seguem o Estudo de Viabilidade Técnica apresentado pela Associação Brasileira de Preservação Ferroviária, a fim de dar base ao trabalho. Este estudo é um documento que trata de quantidades e especificações de materiais necessários, das condições atuais do trajeto, obstáculos à execução do projeto e medidas a serem adotadas, além dos benefícios do empreendimento.

Ao todo, são nove quilômetros de extensão divididos em dois trechos, sendo que a primeiro deles segue da Estação Mogyana até próximo à área da PUC, compreendendo quase quatro quilômetros. 

Fonte: PMPC
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...