quinta-feira, 2 de julho de 2015

CONFERÊNCIA: Debate sobre segurança alimentar e nutricional na região de Poços de Caldas

Debate sobre segurança alimentar e nutricional na região de Poços de Caldas
Conferência abrangeu 50 municípios do sul de Minas e o objetivo principal foi conhecer a realidade de cada cidade
A Conferência Regional de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável aconteceu nesta quinta-feira (2) em Poços de Caldas. O encontro realizado na Urca debateu soluções para reduzir bolsões de pobreza nas áreas urbanas e, ao mesmo tempo, garantir condição de produção, distribuição, consumo e renda para o agricultor familiar.

O encontro é preparatório para a 6ª Conferência Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável (Cesans), marcada para os dias 21 e 22 de agosto próximo em Belo Horizonte, que terá como tema: “Comida de verdade no Campo e na Cidade: por direitos e soberania alimentar”. De Poços sairão 14 delegados para representar a região no evento na capital.
 
As discussões em Poços de Caldas abrangem 50 municípios do sul de Minas e o objetivo principal foi conhecer a realidade de cada um, garantindo a discussão sobre segurança alimentar com viés a tomada de consciência e estímulo à participação ativa da sociedade civil.
 
O encontro foi organizado pela Secretaria Municipal de Promoção Social e contou com a participação de representantes do governo do estado, como o Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea), as secretarias de Desenvolvimento Social (Sedese) e de Desenvolvimento Agrário e da Empresa Mineira de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater).
 
Lúcia Elena Santos, secretária de Promoção Social de Poços de Caldas, informou que a segurança alimentar é tratada no município como política de Estado. Para ela, a região não apresenta traços evidentes de extrema miséria, porém, “com implantação do Cadastro Único “nós, apesar de termos alto Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), identificamos bolsões de pobreza”, ressaltou.
 
A secretária estima que atualmente em Poços, 70% dos produtos do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) são da agricultura familiar, produzidos por 90 propriedades rurais cadastradas pelo município. A secretária, comenta ainda, que os produtos têm qualidade e são distribuídos à entidades assistenciais e, também, à Santa Casa local. 

Fonte: PMPC
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...